ImagemAo visitar a cracolândia na tarde de hoje, o prefeito Fernando Haddad foi surpreendido por um protesto de “noiados” contra a inflação na região. 

Conforme noticiou a imprensa esta semana, após o recebimento da remuneração pelos participantes do programa de recuperação de viciados da prefeitura, a pedra de crack subiu até cem por cento de preço. 

Gritando palavras de ordem, tais como “Quem nunca fumou crack que atire a primeira pedra”, eles reclamaram da prisão de traficantes, ocorrida esta semana. Segundo um dos organizadores do ato, “essa repressão policial não leva a nada. É mais uma estratégia das elites para desmoralizar essa iniciativa democrática, popular e proletária da gestão progressista do município”.

Uma das principais reivindicações foi o congelamento de preços da pedra, proposta que está sendo estudada pelos técnicos da prefeitura. 

33 COMMENTS

  1. Quando ele age tiram ondas hj sao simplesmente noia amanha podera ser seus filhos gente sem ironia nao curto o pt mad todos os programas voltados para o combate deve sef apoiados .

    • Sr. Júlio Cesar o senhor pode alegar não ser petista (apesar de sua involtura gráfica), mas pela sua ideologia e sua escrita parece ser alguém que há mui tempo usa a pedra.

      E só por isto já basta para evidenciar sua ignorância e petismo, o que convenhamos são gumes do mesmo punhal.

  2. Os cariocas, em homenagem ao então Gov Brizola, que proibiu as incursões policiais nos morros, apelidaram a cocaína de brizola, justa homenagem. Os paulistas deveriam renomear a pedra de crack para pedra de haddad, pois o cara está se esforçando para manter o comércio aquecido.

  3. tem que fazer como faz o governador,espalhar os viciados na base do porrete, e que da impressao que espalhando tem menos

    • Que tal vc levar dois ou três para sua casa, afinal são todos irmãos no socialismo.

      Esperamos vc na Haddadolândia! Para acolher estes oprimidos em sua casa.

      Só não vale dizer que isto é obrigação do poder público e dos contribuintes.

  4. De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.

    Rui Barbosa

  5. Ué… os noiados estão CERTÍSSIMOS!!!
    Você deve reclamar com os problemas exatamente com o chefe do Tráfico!

  6. São Paulo, 27 de janeiro de 2.014

    A solução é simples: Basta trazer cocaína da Bolívia e maconha do Uruguai. Com certeza, os companheiros Mujica e Morales vão atender a demanda nacional “con mucho gusto”!

  7. A “jornalista” da Folha Maura Capsiosa, o blogueiro progressista Kakaroto e o cantor Chico Jabuti farão um protesto na Haddalândia em que entonarão o simbólico grito “Não é pelos R$ 10,00!!!!!!!!!!”

  8. Haddad criou uma inflação que apenas equiparou o poder de compra dos traficantes com o de outros empresários, isso vai forçar todos os consumidores de crack a trabalhar e vai aquecer o mercado de armas na região, uma medida progressista muito bem planejada, uma mostra de que tudo fica melhor quando o Estado interfere na economia.

  9. É necessário que o governo adote providências para instituir o bolsa crack com a urgência que o caso requer…..kkkkkkkkk

  10. Qual será o preço justo da pedra de crack?
    Sem dúvida, o poder público é o culpado pela inflação dessa mercadoria. Talvez seja uma boa ideia aumentar o bolsa família para não prejudicar ainda mais os companheiros noiados.

    • Será que a Dilma vai puxar as orelhas do Haddad por aumentar a inflação?Se aumentar o bolsa família os traficantes aumentarão o valor da mercadoria e a inflação fugirá da meta.É mais ou menos o que acontece com o combustível,se aumentar o preço da gasolina irá aumentar a inflação.

  11. Hey Big Jo.

    A cracolândia mudou de nome para Haddadolandia: o subdistrito dos pedreiros em São Paulo.

    Haddad, o socialista da “manifestação social” pela diminuição de tarifa das pedras:
    “Abaixo os R$ 20,00, e pelo subsídio de melhores cachimbos.”

    Haddad, o líder stalinista pedreiro conduzindo seu povo ao nirvana pedrado.

    E eu tenho de pagar imposto pra sustentar essa palhaçada. É mole?

    Esse cara tem de ser impugnado.

    Forte abraço Big Jo.

    • Continuando…

      Os habitantes da Haddadolandia deveriam ir fazer uma manifestação em frente à OAB-SP conclamando à comissão nacional esquerdosa dos Direitos Humanos da OAB pelo congelamento do preço das pedras. E também exigir o apoio da Associação de Juízes para a democracia.

      Bye.eee

  12. Hum, eu abordaria o caso de outra forma. Algo como. Haddad estuda a criação de um CADE municipal para tratar do mercado do crack. Ele acha muita falta de respeito de grupos de traficantes capitalistas que estão formando carteis para inflacionar o valor das pedras de Crack. Prejudicando seu programa. Haddad diz que, se for necessário, ele estudará criar um programa com o apoio do governo federal para abrir o mercado e facilitar a importação e o comercio de crack de comerciantes internacionais. Estuda também com a Caixa, criar um cartão social para ser usado na compra do Crack em um rede nacional de distribuição. O cartão se chamaria “Meu crack, minha vida”.

    • O Barba falando pro SuperCoxinha: – Tu és Fernando, e sobre estas pedras edificarás o nosso templo…
      Mick Jagger ligando pro SuperCoxinha: – Fernandinho, lembre-se que “pedras que rolam não criam limo…”
      Mazzaropi psicografando para o SuperCoxinha: – Fernandinho, o uso do cachimbo faz a boca torta…

    • Completando: “É um absurdo que venham estes aproveitadores das nossas ações sociais querer lucrar em cima. Vamos tomar medidas enérgicas para tabelar o preço da pedra de crack, não vamos aceitar que especuladores captalistas interfiram nesta simobiose bonita que são os usuários de crack e a cidade de São Paulo” afirmou Haddad

Deixe uma resposta