Embora tenham roteiros diametralmente diferentes, os filmes “Acquaria”, de Sandy e Júnior e “Aquarius”, de Sônia Braga e grande elenco têm suscitado comparações.

Uma delas, divulgada na manhã de hoje pela Confederação Brasileira de Donos de Cinema, revelou que o filme estrelado pelos irmãos teve nada mais, nada menos, que dez vezes mais público na primeira semana de exibição que seu quase homônimo.

O dado deu origem a inúmeras piadinhas maldosas dos detratores do longa que se pretendeu indicado ao Oscar.

A película, desde a sua exibição no festival de Cannes, tem sido alvo de críticas graças ao protesto realizado por parte do elenco contra o que chamaram de golpe no Brasil.

O filme conta a história de uma ex-ninfeta que fez sucesso em pornochanchadas num passado remoto, mas que, decadente aos setenta anos de idade, se vê obrigada a se tornar engajada em “lutas sociais” para poder conseguir financiamento público para um filme que retrata sua vida.

“Acquaria”, por sua vez, conta a história de um casal de irmãos oriundos do interior de Goiás durante o regime militar e conseguem emprego no DOI-CODI para torturar presos políticos cantando músicas no estilo “sertanejo universitário”.

1 COMMENT

Deixe uma resposta