facebook
...
Joselito Müller | Jornalismo Destemido
Joselito Müller | Jornalismo Destemido

Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas vira boca de fumo, mas ninguém nota a diferença

Após grave denúncia feita pelo Jornal “Estado de Minas”, segundo a qual a faculdade de Filosofia e Ciência Humanas da UFMG teria vidado uma “boca de fumo”, nossa equipe de reportagem se fez presente no local para verificar in loco a veracidade da informação.

Segundo a reportagem, além do uso indiscriminado de drogas das mais variadas espécies, a venda de entorpecentes, estimulantes e alucinógenos ocorre em plena a luz do dia, durante o horário de aula.

Questionamos um aluno a respeito de tais informações, e ouvimos do mesmo que ali não é, nem nunca foi boca de fumo.

Apontamos para um grupo de estudantes que, sentados na grama em circulo, compartilhavam um avantajado cigarro de cannabis sativa, também conhecida como maconha, chara, ganja, e o estudante retrucou com uma pergunta: “E o que tem demais?”.

Em seguida, chamamos atenção para um aluno que passava no local usando uma toca estilo Bob Marley e uma camisa com a foto do Che Guevara estampada. O dito cujo se aproximou de um outro grupo de, sem nem se dar ao trabalho de disfarçar, entregou um saquinho com uma erva que parecia orégano.

Frases como “me arranja um papel de seda aí” e “coloca o beck na roda aí, Brow” são comumente ouvidas nos corredores.

Mas o estudante a quem nos referimos no início desta reportagem continuou discordando que aquele cenário era o de uma “boca de fumo”.

“Boca de fumo tem na cracolândia. Mas a maconhazinha na hora do recreio já faz parte da nossa cultura”, afirmou.

O reitor da universidade, ao ser procurado por nossa reportagem, disse que tomaria medidas drásticas, tais como proibir o consumo de drogas ilícitas no horário de aula e proibir fumar em lugares fechados.

Comentários
Carregando...
%d blogueiros gostam disto: