facebook
...
Joselito Müller | Jornalismo Destemido
Joselito Müller | Jornalismo Destemido

Desembargador diz que mandou soltar Lula porque o confundiu com meninos da Tailândia

BANGKOK – O desembargador Etelvino Fraveto, que recentemente ocupou as manchetes dos jornais após expedir mandado de soltura para o ex-presidente Lula, falou com exclusividade com nossa reportagem na manhã de hoje.

Na oportunidade, Fraveto esclareceu os motivos pelos quais concedeu pedido que, segundo membros da Associação Brasileira dos Juristas Renomados, era descabido, uma vez que já havia sido negado na Turma.

Segundo o desembargador, a decisão foi, na verdade, resultado de um mal entendido.

Eu troquei as bolas. Vi o pedido de soltura e pensei que era para soltar esses meninos da Tailândia presos na caverna. Por isso que ordenei soltar no prazo de uma hora, porque eles já estavam há dias sem comer”, explica o magistrado.

O que aliviou sua consciência é que havia muitos apoiadores do ex-presidente Lula que também estavam sem comer há dias, em greve de fome, e utilizaram a notícia como pretexto para voltar a comer.

É justificável a concessão de Habeas Corpus no caso dos meninos da Tailândia, porque aquela privação da liberdade é manifestamente ilegal”, diz um trecho da decisão do desembargador.

Ele ressaltou também que, além desse argumento, um fato novo, que surgiu já após a expedição do alvará de soltura, é que um dos meninos aproveitou o espaço que a mídia tem dado ao caso para anunciar sua pré-candidatura a vereador de Bangkok.

Esse fato, por si só, já justificaria a soltura”, explicou Fraveto.

* Sugerido pelo repórter Nei de Aparecida

Comentários
Carregando...
%d blogueiros gostam disto: