facebook
...
Joselito Müller | Jornalismo Destemido
Joselito Müller | Jornalismo Destemido

Conheça a comovente história do senegalês mundialmente conhecido como “negão a piroca”

DAKAR – Protagonista de muitas brincadeiras no Whatsapp, onde desavisados, ao abrirem imagens aleatórias, acabam se deparando com um pirocão capaz de deixar até mesmo equinos com complexo de inferioridade, a verdadeira história de Ahmed Mamanjuba, o senegalês mundialmente conhecido como “negão da piroca”, ainda é desconhecida de muitos.

Nascido nas imediações de Dakar, capital do Senegal, Ahmed sofreu bullying desde a infância, sendo comparado aos jegues por causa de sua anatomia.

Os meninos que tinham os membros pequenos, em torno de trinta centímetros, invejavam e odiavam ele”, disse o biografo de Ahmed.

Ao ficar adulto, Ahmed não conseguia arrumar namoradas, tendo aderido a zoofilia para finalmente conseguir perder a virgindade aos trinta anos de idade.

Eu fez amor com um rinoceronte, mas o animal morreu de hemorragia interna depois do ato, por ter tido o útero ferido”.

A foto famosa nos aplicativos de mensagens ilustrava uma campanha, por meio da qual Ahmed preteia arrecadar dinheiro para fazer uma cirurgia de redução de pênis, que na época custava muito caro.

Ele tentou tratamentos alternativos, como ir a países frios, para ver se encolhia, mas nada adiantou”, revela um parente.

Ahmed conseguiu arrecadar a quantia necessária para fazer o procedimento, mas quando estava atravessando a savana para ir ao hospital, foi perseguido por um leão e acabou tropeçando no próprio pênis, caindo em seguida (lá os homens têm hábito de usar saia sem cuecas). O dinheiro que estava no bolso caiu e se perdeu.

A comovente história de Ahmed é contada no livro “Minha rola, meu tormento”, que virará filme no ano que vem.

A biografia do senegalês despertou o interesse dos estúdios de Hollywood, e o brasileiro Kid bengala está sendo cotado para protagonizar a película.

Comentários
Carregando...
%d blogueiros gostam disto: