BRASÍLIA – O deputado federal Jean Wyllys, se somando a intelectuais do naipe de Dilma Rousseff e Júnior irmão da Sandy, criticou duramente a condenação do ex-presidente Lula, que pegou nove anos e meio de xilindró em ação penal julgada pelo juiz Sérgio Moro.

Wyllys, em vídeo postado na internet, deu uma verdadeira aula sobre dosimetria da pena, fundamentando os motivos pelos quais o magistrado condenou o ex-presidente justamente a nove anos e seis meses.

Segundo o Código de Processo Penal, a pena é definida de acordo com a quantidade de dedos que o réu possua. Na Arábia Saudita, por exemplo, quando alguém é pego roubando, corta-se a mão e o acusado não pega nem um ano de cadeia, já que teve os dedos cortados”.

O comentário suscitou piadinhas homofóbicas nas redes sociais, mas Jean nem ligou.

Ele declarou à nossa reportagem que “o problema é que o texto da lei é meio complicado e muita gente não sabe interpretar”.

Especialistas em direito processual penal, no entanto, elogiaram a criativa interpretação do deputado, que chamaram de “revolucionária inovação no direito brasileiro”.

7 COMMENTS

  1. Direto da Agência Recífilis – Joselito Muller, durante o programa 5 x 1 do dia 06 de julho de 2017, em que estavam presentes Ênio Mainardi e Paulo Eduardo Martins – sensacionais – você mencionou uma crônica que foi publicada na Revista FEICE BRASIL.

    Que crônica é essa que fala do câncer no color do útero? Estou ansioso para lê-la e depois entregá-la para ler a um sujeito sensível daqui do Recífilis chamado Bayonicete, o maior dar dor de rabo da América Latrina, que por incrível que pareça tornou-se um assistidor assíduo do 5 X 1!

  2. Depois de muito observar, cheguei a seguinte conclusão: A direita do Brasil. aprendeu direitinho e colocou o Jean Wyllys como infiltrado na esquerda para detoná-la de dentro para fora. Prestem atenção, cada vez que ele abre a boca para falar estas besteiras detona um pouquinho mais com a credibilidade da esquerda. Rsrsrsrsrsrs

Deixe uma resposta