No semiaberto, deputado corta a própria perna para burlar tornozeleira eletrônica

BRASÍLIA – Colegas de parlamento e assessores do deputado federal Mario Cotia, do PP no C do Acre, se assustaram quando a perna do referido parlamentar se soltou e caiu em pleno corredor da Câmara dos Deputados, no exato momento em que Sua Excelência se dirigia à sessão.

Visivelmente constrangido, o deputado tentou explicar que, por ser fã do cantor Roberto Carlos, sempre sonhou em ter uma perna mecânica igual à do rei.

Um detalhe que não passou despercebido, foi o fato de, na perna que se soltou, está instalada uma tornozeleira eletrônica, que serviria para monitorar o parlamentar, que atualmente cumpre pena no regime semiaberto.

A polícia foi chamada ao local e o deputado acabou confessando, após levar um corretivo, que serrou a própria perna para poder ir para onde bem entendesse durante a noite, quando deveria se recolher em casa.

A tornozeleira tem um mecanismo que avisa se houver tentativa de violação, então ele, para não chamar atenção, decidiu cortar a perna, em vez do aparelho”, explicou um policial à nossa equipe.

A trapaça já vinha acontecendo há meses, mas para disfarçar, o deputado colocava o membro amputado no lugar, colando-o com silver tape.

Estou há mais de cinquenta anos da polícia e nunca tinha visto uma coisa parecida com isso”, desabafou horrorizado um policial, que levou a perna do deputado para ser submetida a perícia, já que há suspeitas de que o membro pode ter sido falsificado.

Posts Relacionados

Lula chora ao ouvi que não está em cana, achando que terá que parar de beber

Após briga, Glenn poderá responder por violar Estatuto do Idoso e Nunes por homofobia

Lula: “Quero ficar preso, porque voltar a conviver com a Benedita e a Maria do Rosário é pior”