Justiça do Trabalho determina que 30% dos índios mantenham suas atividades, em obediência à lei de greve

BRASÍLIA – o Tribunal Superior do Trabalho determinou, por meio de acórdão proferido na sessão de hoje, que, no mínimo, 30% dos indígenas brasileiros não poderão aderir à greve marcada para acontecer no próximo dia 28.

A lei de greve determina que, em caso de greves, deve ser mantido, no mínimo, 30% dos funcionários em atividade. No presente caso, uma eventual adesão de 100% dos índios à greve traria enormes prejuízos ao país”, declarou o relator da ação.

O Sindicato dos Índios do Brasil – SINDIND emitiu nota, na qual declarou que “a decisão da justiça tem indisfarçável intenção de desmobilizar a mobilização”.

Os advogados da entidade afirmaram que irão recorrer da decisão.

Posts Relacionados

Opinião – JOSELITO MÜLLER, O HUMOR CONTRA A BURRICE

Após anos apanhando na rua, Arthur do Val faz aulas de boxe com Prof. Girafales e passa a apanhar na ALESP

Presidente da FUNART se retrata ao saber que Jair tem irmão gêmeo roqueiro: “Rock também leva a Deus”

6 comentários

Sandro Ferreira 30/04/2017 - 2:36 PM

Índio declarou hoje na frente do Planalto ” Índio não gosta de pipoca ,gosta de porpica ” /estamos em greve

Pepe Muller 29/04/2017 - 1:38 PM

Obrigado pela ideia caríssimo senho Nelson, vou correr e criar o SII, Sindicato dos índios Independentes, cobrar um percentual pela extração de madeira e outras plantações que não vem ao caso

Adilio Faustini 27/04/2017 - 9:08 PM

Os indios ficarão até o dia do trabalho sem plantar a mandioca.

Nelson 27/04/2017 - 2:23 PM

Sindicato dos Índios… eu não me surpreenderia se existe algo desse tipo.

marco antonio justino de faria 27/04/2017 - 12:37 AM

hahahahahahhaha Joselito, deveras, você é foda…..hahahahahahahahahahahaha

Antonio Eduardo Fernandes 26/04/2017 - 8:46 PM

Decisão acertada. O Brasil está em crise e não pode dispensar a enorme contribuição dos índios à Economia Nacional.

Adicionar comentário