BRASÍLIA – Uma portaria publicada na madrugada de hoje, assinada pelo presidente interino da Câmara dos deputados, Waldir Maranhão, frustrou os golpistas turcos.
Maranhão repetiu um polêmico ato de outrora e anulou o golpe de estado na Turquia com apenas uma canetada.
O parlamentar, meses atrás, foi signatário da portaria que anulou a sessão do impeachment na Câmara dos Deputados no Brasil, mas acabou revogando o ato após protesto.
No presente caso, não se sabe se manterá a portaria anulando o golpe na Turquia, uma vez que os militares daquele país demonstraram descontentamento com a medida.
A publicação da portaria foi comemorada por petistas e seus correligionários. O senador Lindbergh Faria declarou que
“Mais uma vez Waldir Maranhão demonstra ser um entusiasta da democracia e do estado de direito”.
O ex-ministro da justiça, José Eduardo Cardozo, se disponibilizou a defender o  governo deposto na Turquia, alegando que afastar o presidente sem que haja crime de responsabilidade é golpe.

Do Palácio da Alvorada, a presidente afastada Dilma Rousseff, manifestou solidariedade ao povo turco.

Em muitas universidades brasileiras houve protestos em defesa da democracia, nos quais ocorreram atividades lúdicas e intervenções artísticas, onde estudantes mostraram suas bundas e defecaram em praça pública.

Os militares turcos informaram à nossa reportagem que pretendem recorrer ao STF contra a portaria de Maranhão.

1 COMMENT

Deixe uma resposta