Um comovente caso que mobilizou grande efetivo policial foi elucidado e teve um final feliz na tarde de hoje.

O desaparecimento do comerciante Arnaldo Astolfo Astrogildo Arnóbio dos Anjos havia comovido toda a população da cidade de Lapão Roliço.

“Aqui todo mundo gosta dele, por isso todo mundo ajudou nas buscas”, disse um amigo do comerciante.

Arnaldo Astolfo havia sumido na véspera do carnaval quando foi comprar pão e desde então não havia dado notícias.

Sua esposa explica que a princípio chegou a fazer mal juízo do cônjuge, chegando até mesmo a especular que o mesmo estava a curtir a festa de Momo com alguma sirigaita.

“Achei estranho, né? Sumir bem na véspera do carnaval…”, disse a esposa.

As ilações logo foram transformadas em sérias preocupações, levando a família, parentes e vizinhos a procurarem o comerciante em hospitais da região, necrotérios, terrenos baldios e cemitérios, não logrado êxito.

Com o retorno de Arnaldo, o caso ficou esclarecido, haja vista ele ter revelado à esposa que foi sequestrado pelo Estado Islâmico.

“Fui sequestrado e eles tiraram quase todo o dinheiro da minha conta”, lamenta.

Sua esposa, aliviada, comemora: “Graças a Deus não fizeram nada de mau com ele”.

Ele não esclareceu como conseguiu fugir, mas a sua versão para o desaparecimento chamou a atenção da polícia, que pretende investigar se há células da organização terrorista no até então pacato município interiorano.

1 COMMENT

  1. O Estado Islâmico o sequestrou enquanto ele cantarolava Ala-la-ô-ô-ô-ô… Astolfo só não foi decapitado porque o ISIS considera o Brasil um país amigo, sempre pronto para o diálogo com esta importante organização humanitária.

Deixe uma resposta