PEQUIM – O presidente Michel Temer, em visita à China, anunciou na manhã de hoje que está deixando o PMDB para se filiar ao Partido Comunista daquele país.

Temer, que era filiado ao PMDB há vários anos, disse que sua decisão se deu pela afinidade ideológica com a agremiação fundada por Mao Tse-tung e será o primeiro presidente brasileiro a exercer o cargo sendo filiado a uma legenda estrangeira.

A notícia chateou os setores neoliberais do PMDB, entre os quais a ala liderada pelo senador Requião.

O parlamentar, no entanto, conteve suas críticas ao saber que Temer assumiu o compromisso de nomear Dilma para presidir o Banco Central.

“Foi um pedido dos camaradas do Comitê Central, então nomeá-la-ei”, declarou Temer.

O presidento também revelou que tal pedido se deu em consideração à parceria firmada entre China e Brasil durante o governo Dilma Rousseff.

1 COMMENT

  1. É um bom partido ; o chinês, mao foi um grande camarada devia chamar-se bem tsetung! E Dilma no banco da central é ótimo excelente pessoa de fácil relacionamento com todos os partidos principalmente com psdb, grande amigo do aécinho, andaram muito velocípede qdo. pequeninos! Bravo! Bravíssimo!!!?

Deixe uma resposta