O ex-presidente da República, José Sarney, cometeu um ato falho freudiano na manhã de hoje na orla marítima de São Luiz, estado do Maranhão, ao ser interpelado por populares.

Sarney, que passeava pelo calçadão trajando apenas sunga e boné, foi questionado por populares sobre o apoio de seu partido, PMDB, ao governo da presidente Dilma Rousseff, que atualmente sofre índices alarmantes de impopularidade.

“Não é culpa minha, eu votei no Aécio”, falou o ex-presidente do senado.

Sarney  finalmente confirmou a veracidade do vídeo que circulou na época das eleições, onde o mesmo aparece digitando o número 45 na urna eletrônica.

Na época, Sarney negou a autenticidade do vídeo, dizendo que o mesmo era falso e parte de um “jogo sujo”.

Sarney também chegou a dizer que “esse vídeo também pode ser uma invenção do escroto do Joselito Müller”, fato que foi veementemente negado pelo bloguista que tanta dor de cabeça dá ao governo petista e seus correligionários.

Com a revelação que ora vem à tona, no entanto, Sarney confirma a veracidade do vídeo.

Questionado o motivo pelo qual votou no candidato da oposição mesmo fazendo parte da base aliada do governo, Sarney declarou que “eu posso até ser oportunista, mas eu não queria que o país continuasse nessa esculhambação”.

A presidente Dilma, que recentemente se aconselhou com Sarney, não quis se manifestar sobre o assunto.

Deixe uma resposta