Insatisfeito com as medidas neo-liberais que o governo de Maurício Macri tem adotado na Argentina, o petista André Roberto Alliana (nas fotos acompanhado com outros meliantes), que foi coordenador da campanha da senadora Gleisi Hoffman, decidiu tomar uma atitude radical para, segundo ele, desestabilizar a economia do país vizinho.

André, seguindo o exemplo de vários dirigentes de seu partido, enveredou pelo mundo do crime e foi preso na semana passada batendo carteiras na cidade de Puerto Iguazú.

O petista é suspeito de ter assaltado dezenas de mulheres.

Em sua defesa, ele disse que “apenas inventei um método mais criativo para pedir propina e fui mal interpretado”.

Ele disse também que tomou a decisão de ir assaltar mulheres no país vizinho “em protesto contra as medidas neo-liberais do governo do direitista Macri, posi achava que fazendo isso era possível desestabilizar a economia do país”.

Até o presente momento Gleisi Hoffmann, ferrenha defensora dos direitos da mulheres, não se manifestou sobre o caso.

SHARE
Previous articleMendigo diz que Bolsa Família é uma esmola
Next articleDilma critica aumento de conta de energia na Argentina: “Estelionato eleitoral”
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

Deixe uma resposta