Uma operação deflagrada na manhã de hoje mobilizou mais de quinhentos mil agentes da Polícia Federal em vários estados do país e culminou no cumprimento mais de dois mil mandados de prisão.

A operação, batizada com o nome de “ubi est honor meus lac?”, que significa “Cadê a porra do meu Danone?”, tem por objetivo principal prender um meliante que durante vários dias tomou o Danoninho de um delegado federal de Roraima.

Para o delegado Toletão Barbalho, que comanda a operação, “as interceptações telefônicas feitas com autorização judicial revelaram que o dito cujo não atuava sozinho, por isso que foram expedidos vários mandados de prisão preventiva, para que a investigação não seja atrapalhada por possíveis envolvidos no crime”.

Ele declarou que não entraria em detalhes, pois o procedimento é sigiloso, mas adiantou a informação de que vários políticos podem estar envolvidos no crime.

Em breve retornaremos com mais informações.

5 COMMENTS

  1. Provavelmente trata-se de uma organização criminosa transnacional, talvez até transexual.

  2. Josemito, desenvolva o sugestão de delação premiada da zeladora meliante, feita por outro comentarista, dando conta de que a mesma negocia com o MPF a delação dos colegas que teriam comido rosquinhas da veneranda Autoridade Policial.

    aheuaheuha

    • Ué… tu nãoa cha que já tem demais humor sobre o Cunha no Paulo Henrique Amorim, no 247, no Tijolaço et cacterva?

      Pois bem, Josemito.

      Se manifeste sobre as contas do Cunha. Só não esqueça que os mesmíssimos delatores incluíram o Edinho SIlva, que era Tesoureiro da campanha da Dilma e hoje é ministro, a bonekinha de luxo Gleise Hoffman, o Mercadante, o Palloci e mais uma penca de petistas graúdos e raia miúda.

  3. Os advogados da Zeladora propuseram ao Ministério Publico um acordo de delação premiada, onde a zeladora mostrara provas de quem comeu a rosquinha do Delegado.

Deixe uma resposta