BRASÍLIA – Meses após anunciar, e não cumprir, o corte de centena de cargos comissionados, a presidente Dilma Rousseff, possivelmente motivada pela iminente possibilidade de ser defenestrada do Palácio do Planalto, anunciou na tarde de hoje que cortará gastos e “enxugará a máquina”.

Para tanto, Dilma, que recentemente se hospedou em um hotel cuja diária custa em torno de setenta mil reais, vai reduzir em cinquenta por cento o salário das camareiras do Palácio da Alvorada, bem como cortará adicional noturno e horas extras de seus seguranças e motoristas.

“É necessário cortar na própria carne e nosso governo está disposto a se sacrificar, adotando uma postura mais austera, compatível com o delicado momento de crise que herdamos do governo FHC.”

A medida foi bem recebida pelo mercado, mas foi criticada por economistas liberais, segundo os quais, “cortar os salários não adiante. Tem que acabar com o salário mínimo também.”

SHARE
Previous articlePara esvaziar escolas invadidas, Alckmim contrata show de Tico Santa Cruz
Next articleDeputado do PC do B assusta partido ao defender a democracia
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

2 COMMENTS

Deixe uma resposta