SÃO PAULO – Preocupado com as questões sociais, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad adotou mais uma medida para evitar a “favelização” das ruas da cidade.

Após proibir colchões e cobertores, o gestor assinou um decreto que permite a cobrança de IPTU de moradores de rua.

Segundo Haddad, “a medida vai evitar que mendigos sem condições financeiras ocupem as ruas, o que certamente evitará a favelização de nossa cidade”.

A medida foi elogiada por especialistas, muitos dos quais alegaram que a cobrança é de suma importância para aumentar a arrecadação municipal neste momento de crise.

Se cada mendigo pagar em dia, estimamos que a arrecadação cresça em torno de 35%”, afirmou o secretário de tributação do município.

O imposto só poderá ser cobrado a partir do ano que vem, em respeito ao “princípio da anuidade”, conforme informou o professor de direito tributário da Universidade Federal de Lapão Roliço.

Deixe uma resposta