VATICANO – De volta ao Vaticano após visitar Cuba e Estados Unidos, o Papa Francisco nem parou para descansar e já começou a trabalhar no seu projeto de gravar um CD de Rock progressivo.

A iniciativa chamou a atenção da impressa internacional, que até então desconhecia as habilidades papais com a guitarra.

O álbum, que será batizado com o título “Wake up”, terá participação de vários artistas e trará de volta velhos sucessos em versão rock n’ roll, tais como a música “Xô Satanás” do grupo baiano Asa de Águia.

A situação constrangedora da vez, envolvendo o projeto musical de Sua Santidade foi protagonizada pelo brasileiro Tico Santa Cruz, que se ofereceu para participar do álbum, mas foi recusado.

“Minhas influências são bandas como Pink Floyd, Led Zeppelin e Jethro Tull. Não curto muito esse popizinho que algumas bandas fazem hoje em dia. Por isso declinei o convite”, declarou o Papa, segurando um vinil do “The Wall”.

O Papa declarou também que “hoje em dia qualquer bosta faz sucesso”, se referindo ao CD dos Racionais MC’s, que ganhou de prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Francisco também revelou à nossa equipe que ainda é muito cedo, mas que “se rolar um convite, topo ir cantar no Rock in Rio”.

SHARE
Previous articleHeráclito Fortes quer estatizar o vento para poder cobrar royalties
Next articleDilma comemora descoberta de água em Marte: “Vamos fazer a transposição”
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

Deixe uma resposta