Embora tenham roteiros diametralmente diferentes, os filmes “Acquaria”, de Sandy e Júnior e “Aquarius”, de Sônia Braga e grande elenco têm suscitado comparações.

Uma delas, divulgada na manhã de hoje pela Confederação Brasileira de Donos de Cinema, revelou que o filme estrelado pelos irmãos teve nada mais, nada menos, que dez vezes mais público na primeira semana de exibição que seu quase homônimo.

O dado deu origem a inúmeras piadinhas maldosas dos detratores do longa que se pretendeu indicado ao Oscar.

A película, desde a sua exibição no festival de Cannes, tem sido alvo de críticas graças ao protesto realizado por parte do elenco contra o que chamaram de golpe no Brasil.

O filme conta a história de uma ex-ninfeta que fez sucesso em pornochanchadas num passado remoto, mas que, decadente aos setenta anos de idade, se vê obrigada a se tornar engajada em “lutas sociais” para poder conseguir financiamento público para um filme que retrata sua vida.

“Acquaria”, por sua vez, conta a história de um casal de irmãos oriundos do interior de Goiás durante o regime militar e conseguem emprego no DOI-CODI para torturar presos políticos cantando músicas no estilo “sertanejo universitário”.

SHARE
Previous articleCamelôs amargam prejuízo com vendas de cópias piratas de “Aquarius”
Next articleFaixa presidencial reaparece com Dilma em atividade de campanha de Jandirão
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

1 COMMENT

Deixe uma resposta