Um crime inusitado chocou o país e chamou a atenção das páginas policiais na data de hoje em todo o país.

Uma médica, que não teve a identidade revelada, foi presa com dezenas de dedos falsos e encaminhada para a delegacia de crimes contra o consumidor da cidade de Lapão Roliço.

A dita cuja, que é especialista em exames de próstata, é acusada de fraudar os exames utilizando tais dedos.

“Ela recebia por exame realizado e como só tem dez dedos, estava utilizando esses dedos falsos para forjar mais exames e lesar tanto os paciente, como o erário”, explicou o delegado responsável pelas investigações.

Ao ser divulgada a notícia, vários pacientes da médica fizeram um protesto em frente à delegacia.

Deixe uma resposta