chauiUm mal entendido que poderia ter acabado em tragédia acabou por gerar uma situação atípica num ponto de venda de drogas próximo ao Campus da UFMG na manhã de hoje.

O fato se deu quando a filósofa Marilena Chauí, que se dirigia ao departamento de filosofia e ciências humanas da UFMG, onde ministraria o curso “Materialismo dialético e o campeonato acreano 2007, série B: Uma análise do futebol silvícola a luz do Marxismo-Leninismo”, se perdeu e acabou indo parar numa boca de fumo.

“Quando cheguei nem notei a diferença e pensei que estava no departamento de filosofia, já que tinha ouvido da boca de alguns conservadores que a UFMG tinha virado isso que se convencionou chamar de boca de fumo”, disse a filósofa, se referindo às recentes manchetes de jornais que faziam tal afirmação (veja aqui http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2015/03/27/interna_gerais,631781/trafico-ocupa-ufmg.shtml)

“Mandei todos se sentarem, e comecei a expor a problemática, partindo da exposição de Plekanov sobre o papel do indivíduo na história, como a condição de cada um está condicionada às relações de produção de cada época, e como isso foi determinante para o desfecho do campeonato acreano da série B de 2007”, afirmou a autora de ‘A nervura do real’.

O mal entendido só foi percebido quando Marilena estava para finalizar sua apresentação, momento em que um menor acendeu um cachimbo de crack, sendo advertido pela palestrante de que só poderia usar drogas ilícitas na hora do recreio.

“Foi aí que me dei conta de que não estava na universidade. Mesmo assim, terminei minha palestra e todos os presentes terão direito ao certificado”, informou.

14 COMMENTS

  1. QUÃO IDIOTA TU ÉS. O TEXTO É DE UMA FINURA HUMORÍSTICA PECULIAR DO MULLER E JOSÉ SIMÃO

  2. Vamos esclarecer uma coisa, essa senhora não é filosofa, no máximo professora de filosofia, sou mais a Valesca Popozuda como filosofa que Marilena Chauí, no entanto ela insiste em se considerar como tal devido a o fato que pessoas como o Lula ter titulo de doutor honoris causa, um analfabeto arruaceiro e com forte indícios de corrupto e Dilma se dizer ter doutorado.
    Temos que parar com a glamourização de pseudos intelectuais, analfabetismo, doutores sem doutorados.
    Esta na hora da “pátria educadora” ensinar a por os pontos nos is, e isto quem ensina são os verdadeiros professores, que tem salários de operários e responsabilidade do futuro da nação, e conscientizar que quem educa é pai e mãe, não o estado ou o professor

    • Pessoal, vão se informar antes de sair dizendo asneiras! Imagino que devem ser adéptos de Olavo de Carvalho pra desconhecerem tanto a capacitação de Marilena Chauí! Ela é autora de referência nos principais cursos de filosofia do país. Agora, produzirem um crítica infundada somente porque a mesma se posiciona politicamente de forma diferente de vocês, é a forma mais imbecil de se colocarem. Só por curiosidade (se é que a possuem), pesquisem sobre sua produção científica, procurem se familiarizarem com suas obras. Porque segundo as argumentações que apresentam, fica visível o quanto ignoram a sabedoria desta senhora que por sinal tenho muita admiração.

      • Me desculpe Karina, essa senhora não é filósofa, é esquizofrênica. Essa palestra dando conta de como o campeonato acreano da série b, visto a luz do Marxismo Leninismo, partindo de Plekanov, é um verdadeiro samba do crioulo doido. Pobre filosofia.

      • Não brinca que vc admira essa senhora? Quem mais vc admira? O “economista” mercadante, que aconselhou Lula e o PT a se posicionarem contra o plano real pq ele não iria dar certo, ou o “visionário” Haddad, que escreveu uma tese sobre a prosperidade da URSS dois anos antes do colapso do bloco?
        Tenha dó, petralha!

      • Percebe-se pelo registro dialetal que você usa que você não tem muita escolarização, mas vamos adiante… A Marinela Chauí é referência em Filosofia no Brasil SOMENTE para quem está mais interessado em viés marxista na Filosofia do que em Filosofia em si. Mesmo em textos em que ela pareça não estar ensinando marxismo, ainda assim ela não deixa sua “consciência” marxista de lado (sua lavagem cerebral), porque é algo constitutivo dos marxistas, e isto dá viés (eu preferiria dizer “cegueira”…) a tudo que ela produzir… Saiba que filósofos de verdade no Brasil não necessariamente a têm como referência (que distância disso!), e muitos a odeiam, e nem precisa ser um conservador caricato como o Olavo. A Filosofia é MUITO mais do que marx e marilena chauí, que é apenas uma viúva de marx que deu sorte de viver numa republiqueta num momento em que o “bolivarianismo” está fazendo graça no continente… A presidanta quis tirar Filosofia e Sociologia do currículo porque, nessas áreas, há pensamento livre, independente, alternativo à lavagem cerebral marxista, só por isso. Ela e a curriola do partidão se sentem muito mais bem servidos pelo pessoal da história e da geografia… A “produção científica” dessa senhora tem valor para o contexto em que foi feita: apoiada por órgãos e estruturas acadêmicas eivadas de visão marxista limitada… No mundo acadêmico sério, especialmente naquilo que se chamava “Primeiro Mundo”, mas também em bons centros acadêmicos brasileiros de Filosofia e Ciências Sociais, muita gente boa já deixou a visão social restrita ao viés marxista, sendo marx apenas uma referência, bem longe da hegemonia que tem entre nossos pseudointelectuais tupiniquins… Você é que teria que se informar, se não estivesse distante dessa realidade, sobre o que anda acontecendo no mundo acadêmico de alto nível no mundo, na área social…

      • Verdade Karina. O fato do Brasil ostentar a posição de uma das piores educações do mundo não quer dizer nada. Ela é fã do Lula, só isso já basta para saber que tipo de “filósofa” ela é. Uma besta quadrada, já que na filosofia também se inclui ética, justiça e não pode ser aplicada para uma única classe de cidadãos: os ladrões petistas. Alegoria da caverna para essa intelectual de araque.

        • palmas para seu comentário e muitos apupos para quem apoia as maluquices dessa pseudo professora, a tal que odeia classe média.
          Cuba é um bom lugar para quem pensa e apoia as bobagens dessa “filósofa” de araque.

  3. O que me espanta é o “curso” que ela ministra. Só o nome do curso já dá uma idéia do amontoado de disparates que devem ser “ensinados”. Será que não tinha um traficante lá pra dar um de AR-15 nessa mulher?

  4. Ela estava em seu elemento natural. E a platéia deve ter prestado tanta atenção quanto se a “aula” fosse a influência da chuva na vida sexual da saúva. Esta velha é ridícula.

  5. Ela viu um monte de jovens com bermudas, chinelos de dedo e cigarros de maconha. Pensou que estava em algum campus de universidade federal. Qualquer um poderia ter cometido o mesmo erro.

Deixe uma resposta