A Secretária Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, declarou essa manhã que ficou “comovida” ao assistir vídeo que virou viral na internet, que mostra um policial alvejando um assaltante, logo após este último tentar roubar a moto de um cidadão.

Segundo Maria do Rosário, “O pior não é nem o ato em si, a violência gratuita praticada pelo policial. O que é mais chocante é a reação das pessoas, habituadas à cultura da violência, acabam reproduzindo o discurso elitista, reacionário, neo-liberal e fascista de que bandido bom é bandido morto.”

Ela explica também que “o conceito de ‘bandido’ adotado pelo senso comum é um engodo. Tem que ser levado em consideração o fato de que essas pessoas, que não tiveram oportunidade de estudar, trabalhar e receber salários dignos, adquiri bens, são, na verdade, vítimas da sociedade. Por isso acabam enveredando para esse chamado ‘mundo do crime’”.

Maria do Rosário informou que já encaminhou ofício ao Youtube para que o vídeo seja retirado do ar e, caso não obtenha resposta, vai mover ação civil contra o site.

“É uma aberração que as pessoas continuem compartilhando esse tipo de conteúdo nas redes sociais” disse a Ministra. “É necessário compreender que quando uma pessoa dessas, vítima do capitalismo selvagem, atira em alguém, fomos nós que lhes demos a arma e a municiamos.”

O “assaltante” sobreviveu aos disparos e passa bem. A Secretaria de Direitos Humanos se prontificou a prestar todo auxílio necessário à sua família.

 

17 COMMENTS

  1. O “valentão” sem a arma virou um verme no asfalto. É evidente que a Dna. M do Rosário tem alguma fixação freudiana por bandidos, quando os defende com tanta paixão irracional.

  2. Mas pq essa criatura não bota tudo que é bandido dentro da casa dela e da o que comer e beber as tais Vítimas da Sociedade”…ah me poupe Maria do Rosário….meu filho não teve dinheiro, não estudou em bons colégios, não tem pais ricos , mora em comunidade pobre e nem por isso enveredou pro lado do crime….se não tem mais nada melhor pra fazer a “Vossa Excelência” deveria ir carpir ou lavar um tanque cheio de roupa.

  3. Em algum momento essa senhora perguntou se a vítima do assalto, o motociclista, precisa de auxílio psicológico? Não, né? Só o coitadinho do assaltante.

    • quem dera a maioria da população pensa-se igual a você, infelizmente os bandidos tem muitos defensores, que preferem atirar pedras na polícia,……mas na hora “h” gritam “cadê a polícia?!

  4. tremenda cretina !!!! vai defender vagabundo sua bosta ! queria ver você sua VACA com um berro enfiado no seu focinho para ver o que é que iria fzaer ?

  5. Gostaria, sinceramente, saber dessa sra. Maria do Rosário( deputada?,Senadora?, Ministra? ) se ela dedicou algum dia, pelo menos 2 minutos de sua atenção, para pensar na pessoa da vítima desses “anjinhos” que a sociedade “mal formou”. Quão inglória esse tipo de morte! Se quem matou é maior, é julgado e condenado. Agora, se quem matou é menor ( menor não mata, e sim, comete um “ato infracional”, a lei é quem diz …), o máximo que acontece com ele ( o anjinho, cria da sociedade capitalista…) é ficar detido até 21 anos (pena máxima) e ver “zerado” o seu “file” ( de “atos infracionais”..).
    Só a título de informação, se o mesmo, já agora “maior”, cometer um “crime”, o mesmo será tratado como réu primário.
    A vida humana é um bem sagrado! Agora, quando ela é tirada por um menor ( não interessando o porquê) e tratada da maneira como a lei a vem tratando, está-se “banalizando a vida humana”.
    Que a sra. não seja estuprada por um desses anjinhos, pois, teria a oportunidade de sentir o “amargo” gosto do “ato”, e a oportunidade de rever sua “atual postura” ( com certeza não será a mesma …).
    Tenho dito…

  6. É uma padecente infeliz, essa pessoa está condoída pela ação praticada por um policial no cumprimento do seu dever de ofício na proteção das pessoas . Agora, deveria a mesma usar de seus deveres perante a nação e oferecer projetos concretos para a erradicação da criminalidade como também ,e a sua presença constante diante de uma política social e educadora. Ficar, brotando luzes perante câmeras e microfones no intuito de arregimentar seus iguais para cabalar preferências, é simplesmente lastimável .

  7. A vítima é desprezada, como disse o Lula, nao vamos jogar esses moleques na cadeia, quem morreu, morreu. Vou cancelar mru diploma para tb ser uma vítima social e ter liberdade para fazer o que quiser

  8. O policial não teve sensibilidade para entender que o incidente não foi uma assalto. Foi uma expropriação para fins de diminuição de desigualdade social-sexual-racial.

  9. só posso mandar esta babaca tomar no cu, nada mais ela merece ouvir. espero que ela encontre um destes diabos na sua frente, daí quero ver defender. e se a moto de 40 mil fosse sua, sua vaca defensora de bandido armado? devemos então dar tudo aos vagabundos? e nos preocupar com a saúde dele? vá se foder, retardada. gente como vc, merece morrer igual estes vagabundos.

  10. Digo a esta louca,que fui para a faculdade aos cinquenta e cinco anos, que hj estou desempregado e, nem por isso sou ladrão. Este papo de ”vítima da sociedade” não cola, vítimas somos nós, que pagamos até o salário que ela não merece e as mordomias abusivas dela e desta corja, sua acessória. Violência gratuita…Um anjo desse roubar e matar um trabalhador, chefe de família inocente e mais pobre que ele. Sim pois este trabalhou e está duro, ao passo que ele ”odo pó ou da pedra” já arrumou. Se envergonhe minha senhora, guarde suas lágrimas para chorar uma pessoa de valor.

  11. Engraçado “dizem” que o nordeste foi a região mais beneficiada com as políticas sociais deste governo de merda. Pois é, pode ir lá ver que a criminalidade aumentou. Então não existe essa de vítima da sociedade. É uma questão de índole, vc já nasce com ela.

Deixe uma resposta