CARACAS – O presidente venezuelano Nicólas Maduro, endureceu o discurso na tarde da hoje ao falar sobre o golpe sofrido pela presidenta Dilma Rousseff, e reafirmou que não reconhece o governo interino de Michel Temer.

Maduro anunciou que, em retaliação ao que chamou de “medida antidemocrática”, mandará devolver o metrô de Caracas, construído pela empreiteira Odebrecht e financiado pelo governo brasileiro por meio do BNDES.

Não queremos mais esse metrô, por não reconhecermos a legitimidade do atual governo brasileiro, e vamos mandar devolver”, declarou.

O Ministério das Relações Exteriores declarou, por meio do titular da pasta, José Serra, que não esperava uma medida tão radical, mas não anunciou qual medida tomará.

Caso outros líderes sigam o exemplo da Venezuela, outras obras poderão ser devolvidas ao Brasil, tais como o Porto de Mariel, em Cuba.

* Sugerido por Rodrigo A Tonet

SHARE
Previous articleDemitida antes de estrear na TV, Cynara Menezes culpa governo Temer por desemprego
Next articleSobre a polêmica do doutor sem doutorado
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

2 COMMENTS

  1. Eu entendo bem o que ele quis dizer com isso. Afinal, não aceitar a obra feita pela empreiteira significa que a mesma nao receberá pelo mesmo. Nessa, quem deixará de ganhar com os impostos e renda gerados será o Brasil, que tem a sede da empresa aqui. Além do proprio Banco que não recebará os juros a serem pagos pelo empréstimo para a obra, como TODOS os bancos e insitutuições internacionais fazem. Só na cabeça de golpista mesmo que esse dinheiro foi dado… Bem feito, infelizmente, para todos nós.

  2. Ele não precisa devolver o metrô,pois seria inconcebível.Mais como é um homem (honesto) poderia devolver o dinheiro que foi empregado na obra.

Deixe uma resposta