Após a gigantesca comoção nacional suscitada pela condução coercitiva do ex-presidente Lula à Polícia Federal, seguida por CINCO denúncias ajuizadas pelo Ministério Público contra o “filho do Brasil”, o referido cidadão brasileiro surpreendeu o país a celebrar acordo de colaboração premiada, o que poderá reduzir uma eventual pena, caso chegue a ser condenado em algum dos tantos processos que responde.

Em seu depoimento, Lula declarou que “não simpatizo muito com dedo duro, mas não vou me prejudicar sozinho. Na verdade, nem eu, nem ninguém do PT sabia de nada e a culpa de tudo isso é do FHC e do PSDB”.

A delação ainda precisará ser homologada para surtir efeitos legais, mas já garantiu ao ex-presidente que sua prisão preventiva não será decretada por enquanto.

As declarações regozijaram a alma de vários petitas Brasil a fora, que até a presente data estavam com cara de bunda em razão das inúmeras prisões de dirigentes de seu partido.

“Nós já sabíamos disso”, escreveu no Twitter um sindicalista.

Deixe uma resposta