BRASÍLIA – Sem apoio no parlamento, o governo da presidente Dilma Rousseff não tem encontrado outra saída a não ser ajuizar ações no Supremo Tribunal Federal para conseguir o mínimo de governabilidade.

A iniciativa do governo para tentar recuperar popularidade dói o ajuizamento de um mandado de segurança no pretório excelso, que acabou concedendo pedido de liminar determinando “o imediato aumento da popularidade do governo federal, que deverá ficar acima dos cinquenta por cento de aprovação”.

A decisão pegou a oposição de surpresa, e muitos parlamentares críticos do governo prometem recorrer.

“Conceder uma medida dessa liminarmente é um equívoco no meu ponto de vista, já que uma medida de tal importância necessitaria de uma análise mais apurada das provas, algo que não se pode fazer mediante um mero juízo perfunctório”, afirmou o advogado da bancada de oposição no Congresso.

O ministro relator do processo, Dias Tóffoli, esclareceu que a decisão tem que ser cumprida de imediato e qualquer recurso não terá efeito suspensivo, “motivo pelo qual, enquanto não houver reforma do decisum, a decisão fica valendo”.

  • Sugerida por Rico Basco

14 COMMENTS

  1. o lula quando em campanha para ser presidente na primeira vez fez a seguinte declaração”GASOLINA TA CARA , TEM QUE SER BARATA TEN QUE SER PARA TODO MUNDO E NÃO SÓ PARA QUEM TEM”

  2. Voces ficam dando essas ideias, vai que o Tófolli gosta e resolve fazer isso virar realidade! Nesse STF petista, nada é impossível….até estocar vento eles conseguem…

  3. a cereja no bolo dessas materias é o pessoal comentando serio achando que é verdade. Show de bola!

  4. Dessa decisão é preciso haver Embargos de Declaração, para saber se o percentual de 50% é para o ótimo ou se somente o bom já basta… Kkk

    • Não cabe pois a decisão é de um único ministro. Quando for ao colegiado, poderá haver os infringentes…

  5. é so pedir pra data folha fazer uma pesquisa e …………o aumento da popularidade vira sem nenhum problema e o tofoly agradece né voces sabem como funciona a coisa, só no Brasil mesmo, pra mim cana pra todo mundo

  6. Com um judiciário desta envergadura, qualquer dia vai ser alçado a tribunal internacional da palhaçada.

  7. Há décadas na advocacia, em tempo algum, nem no regime militar ví tamanha barbaridade jurídica.Liminares no judiciário são medidas legais protelatórias,às vezes, e outras para esperar o julgamento do mérito. Mas, essa MINISTRO ! , ex-advogado do PT ,amigo pessoal de LULA e DILMA deveria ter o bom senso e se ‘ JULGAR IMPEDIDO ‘ de apreciar tal pedido. Pedir para AUMENTAR O ÍNDICE DE POPULARIDADE DA PRESIDENTE ” DETERMINO ESSE ATO ATÉ O JULGAMENTO DO MÉRITO.ÉS UM JURISTA, não discuto a sua cultura e saber,porém, esperar esse prazo é demais em um Estado de Direito. O que dirão no Exterior? .Até lá já estaremos em um REGIME BOLIVARIANO NO PAÍS. AÍ O POVO FERROU DE VEZ ” .ninguém, cala a voz e a consciência de um povo ” VOCES PAGARÃO CARO POR ESSE E DEMAIS ATOS DE FALTA DE PATRIOTISMO DESONESTIDADE…..AGUARDEM …………

  8. O mais bacana é que esta decisão acabou causando uma boa repercussão no mercado, que reagiu com o dólar caindo para menos de R$ 3,00.

  9. Já vi aumento do PIB via decreto, mas aumento de popularidade via liminar, NUNCA!!!… Vivendo e aprendendo… kkkkkkkkkkkkk

  10. liminar aumentando a POPULARIDADE da Presidente DILMA. o Ministro Dias Toffoli está de gozação, isto é apenas uma brincadeirinha, olha só onde chegamos.

Deixe uma resposta