BRASÍLIA – Os escândalos de corrupção nos quais, segundo a presidente Dilma, seu governo não está envolvido, têm suscitado ideias inovadoras por parte de líderes petistas, que estão fazendo de tudo para evitar que mais membros de sua agremiação sejam encarcerados.

Em discussão interna desde a mais recente prisão do já então presidiário, José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, a proposta de descriminalização da corrupção, de autoria do parlamentar petista Sabiá Machado, será apresentada ainda esta semana na câmara dos deputados.

Uma das mais pertinentes reflexões, que ensejou inclusive a apresentação desse interessante projeto de lei, foi a que o criativo líder do PT na câmara Federal, Sibá Machado, do Acre, expôs hoje no plenário da referida casa.

“As declarações da presidenta Dilma, de que seu governo não está envolvido em corrupção deve se tornar realidade e o único modo de fazer isso é descriminalizar a a corrupção. Essa situação pela qual o país passa nos leva a questionar o porquê de roubar dever ser crime, se existe por aí coisa muito mais importante para resolver?”, discursou o parlamentar na tribuna, sob aplausos tanto da situação como da oposição.

Sabiá aproveitou a oportunidade para anunciar a apresentação de seu projeto de lei, alegando que:

 “a política proibicionista se mostrou ineficiente para acabar com a corrupção. Os países que descriminalizaram a corrupção obtiveram grandes avanços, como a tributação da propina e regulamentação do suborno, e deve servir de exemplo para o Brasil.”

A proposta foi elogiada por vários parlamentares governistas, mas foi criticada por vários membros da oposição.

“Por que só agora, depois que o governo petista está sendo investigado é que ele apresentou esse projeto?”, questionou um deputado tucano.

A proposta, ao ser aprsentada, será avaliada pela comissão de comissão e justiça ainda esta semana e caso seja aprovada, será submetida à sanção da presidente Dilma.

SHARE
Previous articleNa Finlândia, Dilma diz que corrupção não é crime no Brasil
Next articleProjeto de lei pode criminalizar quem rir dos discursos de Jean Wyllys
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

23 COMMENTS

  1. Isto é rir da cara dos brasileiros e achar que somos idiotas igual a eles. Deve ser medo do Moro chegar até ele. E um boçal

  2. eu tenho de ser brasileiro pra.ouvir e ler isso … Agora eu garanto qur esse imbecil nao.tem coragem de.pedir.uma selfa comigo.

  3. A resposta para esse cretino e para seus comparsas do PT, nós brasileiros daremos nas próximas eleições. Mas antes disso gostaria muito que os militares acordassem. Não existe ditadura pior do que essa quadrilha comandada por Lula e Dilma.

  4. Por favor, o articulista poderia esclarecer o papel desta “Comissão e Justiça” ? Seria um grupo que analisa se as Comissões pagas aos agentes da corrupção foram justas, representando com justiça no valor das propinas e os preéstimos oferecidos pelos políticos, em Medidas Provisórias, Leis especiais, desonerações vantajosas e outras formas de corrupção?

  5. SÓ SENDO MUITO ESTÚPIDO PARA ACREDITAR NUMA POSTAGEM DESTAS!!! O MENTOR DE TAL POSTAGEM DEVERIA SER PRESO POR DIFAMAÇÃO E CALÚNIA!!! RETARDADOS!!!

  6. Esse, É O MAIOR DE TODOS OS CRETINOS, POBRE E CONIVENTE COM AS SAFADEZAS PALACIANA. A CORRUPÇÃO INSTITUCIONALIZADA PELO GOVERNO VERMELHO DO PT ESTÁ DESTRUINDO, DE FATO, ESSE PAÍS. ESSA É A REALIDADE, INFELIZMENTE ASSIM, É!!

  7. Esse cidadão e os que o apoiam devem estar loucos, esquecem que foram eleitos para beneficiar a população mas, não deixão de só olhar para o espelho.

  8. Como que alguém acredita nisso? Não estão percebendo que é uma piada? Vamos aprender a interpretar os textos de internet, por favor!!!

  9. Não posso acreditar em tal insanidade que aflora naqueles que se dizem nossos representantes. A representação está simplesmente na obtenção de lucros ilícitos, e onde há cumplicidade para não denunciar nenhum membro do partido ou nenhum dos parlamentares em geral. O que estamos presenciando é a tamanha cara de pau de roubar e dizer que é justo.

  10. O projeto seria excelente se não houvesse a parte de regulamentação e tributação….quem é o Estado para me dizer o que é ou não é corrupção? cadê a liberdade para corromper e ser corrompido?

  11. Então roubar galinha também não ! E esse cara ainda tem coragem de falar isso ! Cadê os eleitores dessa ameba ?

  12. Não é crime ? o dinheiro desviado por acaso está criando hospitais?, onde temos gente morrendo, o dinheiro desviado está ajudando na segurança pública? onde temos gente morrendo, está ajudando na educação ? Onde está morrendo o futuro de nossos filhos, francamente, a China executa corrupto e o Brasil vai dizer que é lindo ser corrupto, esse cidadão está pensando em quem ? No povo brasileiro não com certeza.

  13. Eu não acredito nisso! Não é possível que uma autoridade ou qualquer pessoa que não participe de uma quadrilha criminosa ou mesmo seja um fora da lei individual, pense dessa forma.
    Acredito que esse indivíduo deveria ser preso por fazer apologia ao crime.

  14. Os argumentos do líder do PT são plausíveis e justificáveis. Nada há para se censurar. Sabendo-se que o combate – que não existe – às drogas não inibiu o tráfico de drogas, defendem os intelectuais tupiniquins, capitaneados pelo outrora malfadado FHC, e atual gênio intelectual tupiniquim, o encerramento das atividades de repressão ao tráfico, contando com o apoio dos melhores artistas, cantores e músicos nacionais. Sabendo-se que o combate – que não existe – à corrupção não inibiu a corrupção, então que se legalize-a. Empata-se recursos públicos, que são escassos, na tarefa infértil de combater – embora não a combata – práticas milenares – endêmicas, já disse um ilustre político morto há não muito tempo – típicas de povos livres. E, é certo, tucanos, conquanto esbocem censuras à proposta do líder do PT, assim que se legalizar a corrupção, criarão alíquotas sobre propinas, caixa 2, e outras práticas, atualmente ilegais.

    • O problema da tributação sobre a corrupção, caro Sergioi, é que certamente este imposto também seria sonegado, o que obrigaria a criação de um ministério específico para combater este novo mal, gerando por tabela novas mazelas subjacentes. Assim, acabaríamos criando o moto perpétuo, com o surgimento da corrupção ilegal para encobrir a corrupção “legal”, se é que vocês me entendem…

Deixe uma resposta