BRASÍLIA – Uma confusão entre os deputados Jair Wyllys e Jean Bolsonaro, iniciada por uma motivação fútil, abalou os pilares da família tradicional gay brasileira na tarde de hoje.

O desentendimento se deu após uma cuspida, que acabou irritando Jair Wyllys, que findou por proferir frases heterofóbicas, ao afirmar que ser heterossexual é coisa de viado.

Em resposta, o deputado Jean Bolsonaro declarou, parafraseando um filósofo cearense, que “o cara pra ser bicha tem que ser muito macho”.

Outros parlamentares tentaram apaziguar os ânimos, mas ambos contendores atribuíam ao outro a culpa pelo incidente.

Ele me xingou de heterossexual”, disse Wyllys.

Bolsonaro, por sua vez, declarou em sua defesa:

Basta você não gostar de pepeka, não querer beijar mulher bonita na balada, não assistir os filmes antigos só pra ver a Sônia Braga nua que ninguém vai te chamar de heterossexual, porra! Acabou. Acabou.”

A amostra do cuspe foi levada à Comissão de Ética da câmara, mas a perícia revelou que o cuspe era falsificado.

Deixe uma resposta