BRASÍLIA – A bancada do Partido dos Trabalhadores apresentou projeto de lei que torna crime “o ódio, intolerância e preconceito contra quem subtrai, para si ou para outrem, bem móvel alheio”.

Segundo a deputada Maria do Rosário, uma das signatárias da proposta, “O projeto visa coibir essas demonstrações de ódio e intolerância contra o governo da presidenta Dilma, que vem sendo alvo de ataques cleptomaniacofóbicos, de gente que não tolera a diversidade de conduta de quem supostamente cometeu umas falcatruas sem qualquer relevância.”

Ela rememora que, há algum tempo, vário apoiadores do governo Dilma têm alertado para as manifestações de intolerância contra a plenipotenciária, e que, como nada foi capaz de coibir tal prática, o jeito é prender quem comete tais atos.

“O preconceito contra ladrão é pior do que o roubo em si”¸ filosofou a deputada.

A proposta prevê também a legalização de transportar dinheiro dentro de roupas íntimas, como cuecas e calcinhas, comestíveis ou não.

Junto com a líder do povo gaúcho, também assinam a proposta figuras de notável sapiência, tais como o deputado do Acre, Sibá Machado e o irmão do José Genoíno, José Guimarães.

SHARE
Previous articlePetista confunde Fuleco com “Pixuleco”, tatua mascote no braço e irrita Lula
Next articlePlacas proibindo roubos são roubadas no centro do Rio
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

22 COMMENTS

  1. Isso tem um nome, meus nobres e esclarecidos amigos… Tambem “justifica” o desespero do atual governo em adotar medidas tao estranhas a sociedade BRasileira… Isso se chama Autopreservação!!! Seguramente estao procurando se garantir com leis absurdas as merecidas consequencias que estao porvir…

  2. Na França, muitos que tiveram esse comportamento foram parar na guilhotina, durante a revolução francesa.
    E até hoje os políticos e poderosas respeitam o povo.

  3. INACREDITÁVEL ! O QUE ESTOU LENDO! O preconceito contra ladrão , minha senhora ! Foi isso mesmo que V.Excelencia disse: Vou
    repetir…PRECONCEITO CONTRA
    LADRÕES!!! kkklkkkkkkkk

  4. gente sem vergonha eles tem que promover e criar leis para a populaçao decente desse pais , nao para se defenderem bando de lixos PT e seus aceclas . Seus Malditos nos seus podres poderes. Acorda brasil!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!11

  5. Se contar ninguém acredita. Mais não me espanto. Vagabundo protege vagabundo. Isso já faz parte da história política do Brasil. Por favor, pelo menos uma vez na vida, façam alguma coisa que presta para o povo, população, para os brasileiros!!! Vcs são a vergonha do Brasil no mundo inteiro(nos países civilizados).

  6. Gente, isso só pode ser brincadeira ninguém tereia coragem de por uma projeto desse em votação. Kkkkkk. Rindo desse artigo.

  7. Ela não vê , que essa discriminação ” odiosa ” , contra aqueles que desapropriam bens alheios, em benefício de quem , sonhou a vida inteira em poder viver ,longe da privação que passa , a maior parte dos brasileiros, sem despender o mesmo esforço hercúleo que a plebe, serve de propaganda ,para que maior número de inocentes úteis , desprovidos de um índice aceitável de inteligência, possam continuar a apoiá-los e elege-los , à despeito desse clamor discriminatório, por uma Ética rançosa e uma Honestidade ultrapassada. ROUBAR È IN ! ROUBAR É TOP! Ass. Dirceu Valério Maluf da Cunha.

  8. Ahahahahahahah
    Não acredito que tenha gente ACREDITANDO NESTE TEXTO! ashuashuahsuashuashauhsuahs
    É brincadeira, gente!

  9. Essa deputada e os companheiros são bandidos de carteirinha.

    Estão preparando a cama.

    Vergonha isso!!!

    Fazem leis para calar a boca de quem os acusa!

    Credo!!! Coisa de outro mundo! Absurdo!

    • A gente vai morrer velho e não vai ver tudo. Quem apoia um projeto destes, nunca teve no couro, uma gota de suor gerado por trabalho.

  10. Concordo com a nobre deputada: a elite brasileira finge não entender o que é distribuição de renda. Se ao menos tivessem lido algum livro da fisólofa Marilena Chauí, entenderiam a lógica por trás da suposta subtração de valores de que são acusados alguns petistas históricos.

    • O cara não consegue entender que isso daqui é um site de humor. E ainda apela pra maluca da Marilena Chauí, que faz parte do grupo de seres que nasce unica e exclusivamente pra espalhar ódio por ai

    • mais um bandido comentando aqui, rsrs, louco pra roubar né ? legaliza então o assalto logo, assim tu vai poder subtrair a vontade

    • Sr. Lino,
      1) Já fazemos redistribuição de renda quando pagamos pesados impostos não só nas compras (querendo ou não somos todos consumidores porque precisamos comer, beber, vestir,calçar, morar, medicar, etc) + o imposto descontado na fonte (cujas restituições cada vez minguam mais, comparadas aos aumentos nos descontos mensais); se quem deve administrar este dinheiro que nos é arrancado de nossos orçamentos familiares não o faz corretamente, REDISTRIBUINDO para quem precisa e ao mesmo tempo RETORNANDO para a sociedade como um todo com serviços públicos essenciais dignos e eficientes, o problema dos que precisam deixam de ser nossos e nós, os trouxas, permanecemos sem os serviços públicos que somente o Estado pode fornecer; ROUBAR, ASSALTAR, MATAR PARA ROUBAR não é, nem nunca foi e será Distribuição de Renda : este é um argumento característico de fraudadores, estelionatários, vagabundas e, como todos sabemos, assassinos que se pensam políticos, parlamentares, intelectuais, todos travestidos de esquerda comunista.
      2) Não fossem os bons consumidores, aqueles que compram muitas roupas, que frequentam com frequência restaurantes, que compram livros, que viajam muito às custas do próprio bolso, com dinheiro adquirido através de trabalho HONESTO , não fôssem esses bons consumidores , batalhões de garçõns, cozinheiros, costureiras,balconistas,gerentes, comerciantes, entregadores, etc não teriam empreego, TRABALHO HONESTO. A elite brasileira conhece melhor que o Sr. o que é Distribuição de Renda. A escória Petista ignora, rouba, mata. Em outras circunstâncias brasileiras, seria para rir desta Lei, mas nas atuais devemos é blindar em legítima defesa tudo o que nos diga respeito como cidadãos e indivíduos.
      OS. O maior “teórico” destes comunas, vulgo Karl Marx, era um GIGÔLO, que vivia às custas da mulher, aristocrata, proprietária. Em seus “textos”, vomitava ódio contra proprietários e aristocratas, mas na vida pessoal, comia nas mãos da aristocrata que nem cachorro vira-lata.

  11. A capacidade destrutiva desta gente não tem limite. São capazes dos maiores absurdos em nome de um fajuto critério de justiça e igualdade que só é praticado de boca pra fora ou contra os “inimigos”. Não foi por acaso que a experiência comunista durante o século XX atingiu um número estratosférico de vítimas: 100 milhões.

    • Uma nação que não sabe proteger quem trabalha, jamais será sustentada por quem não trabalha.

  12. Não entendi bem o que a Maria do Rosário quis dizer no destaque inicial; “O projeto visa coibir essas demonstrações de ódio e intolerância contra o governo ……” É por isso que eles querem criar uma lei contra a ladrofobia? ou seja, ela está confessando que o partido e o governo são ladrões. Querem criminalizar as manifestações contra a corrupção e o assalto aos cofres da nação.

  13. A turminha sempre legislando em causa própria…

    ÓDIO se combate com educação e não com legislação.

    O homem educado não odeia por opção.

    Creio que o ódio contra ladrão não é preconceito, mas CONCEITO, afinal nós brasileiros já os conhecemos tão bem!

Deixe uma resposta