O ex-presidiário José Genuíno, outrora condenado por envolvimento no mensalão, mas beneficiado por indulto assinado pela presidente Dilma Rousseff, se disse “estarrecido” com tanta corrupção na FIFA.

Segundo Genuíno, “no meu tempo as coisas não eram tão esculhambadas assim. Passei uma temporada na cadeia e quando saio, tá esse mar de lama.”

O ex-deputado e ex-presidiário também declarou que é necessário moralizar o futebol e lançou o nome do ex-presidente Lula para comandar a entidade.

Lula, no entanto, ainda não declarou se pretende concorrer à presidência da FIFA.

Outros nomes cotados para moralizar o futebol são os brasileiros Eurico Miranda e  Paulo Maluf.

Deixe uma resposta