Os funcionários da FEBEM, na cidade de Lapão Roliço, se depararam com uma cena inusitada na manhã de hoje.

Ao chegarem ao trabalho, foram surpreendidos com a presença de um garoto de nove anos de idade que pedia encarecidamente para ficar internado na instituição, alegando que não tinha para onde ir.

Após averiguar a situação, os funcionários acabaram descobrindo que o garoto, na verdade, havia fugido de casa ao saber que sua tia, com quem vivia, tinha acabado de se filiar ao Partido Socialismo e Liberdade (sic) – PSOL.

Em mais de vinte anos nesse trabalho estatal, é a primeira vez que isso me acontece”, revelou um funcionário com os olhos marejados.

O menino chegou aqui muito abalado e nos mostrou a cópia da ficha de filiação de sua tia, e alegou que havia fugido de casa para não correr o risco de ganhar carrinho de boneca no dia das crianças do ano que vem”, disse o servidor público, que preferiu manter sua identidade em sigilo.

 

Segundo informações, o menor teria sido motivado por uma publicação recente da líder trotskista Luciana Genro, que em seu Twitter divulgou que havia dado um carrinho de bebê para seu sobrinho “aprender a não ser machista”.

Impossibilitados de manter o garoto internado, uma vez que a instituição só abriga menores infratores, o garoto foi orientado a cometer algum ato infracional análogo a crime positivado no Código Penal para ser preso em flagrante, logo em seguida.

Obedecendo a orientação, o menor furtou uma carteira e se encontra feliz cumprindo medida sócio educativa.

3 COMMENTS

  1. Outro forte motivo foi a recusa da sua tia em lhe dar um bastão de beisebol de um time da 5 divisão da Venezuela.” Primeiro pega na boneca,depois num bastão maduro”,foi o ele ouviu horrorizado.

  2. Viram só, o moleque aos nove anos já mostra um sinal fortíssimo de inteligência ele sabe que este PSOL é um PT de lata de lixo das privadas dos botequins e a política Leninista, Bolivariana deste dois destruidores partidinhos põe qualquer país abaixo da miséria tipo Venezuela; Garoto inteligente!

Deixe uma resposta