O ex-presidente THC FHC votou a criticar as ações da prefeitura de São Paulo na cracolândia, aproveitando o ensejo para advogar em defesa da regulamentação estatal da venda de psicotrópicos, entorpecentes e estimulantes que atualmente têm venda proscrita em Terrae Brasilis.

Segundo THC, “Se o estado regulamentasse a venda de drogas, seria possível termos cracolâdias públicas, gratuitas e de qualidade em cada bairro, evitando que as pessoas consumissem crack vencido, ou embalados, produzidos e armazenados fora dos padrões sanitários estabelecidos pela ANVISA”.

O tucano também defendeu a distribuição de supositórios de maconha pelo SUS, alegando que a substituição dos tradicionais cigarros pelos fálicos produtos entorpecentes iria ajudar a reduzir a emissão de CO2 na atmosfera.

1 COMMENT

  1. Acho que seria uma grande idéia a distribuição de supositório para ser usado com o cachimbo de crack.

Deixe uma resposta