facebookA presidente Dilma Rousseff encontrou o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg no dia de ontem, ocasião em que a mandatária aproveitou o ensejo para constrager mais um pouco os brasileiros perante a comunidade internacional.
Dilma, que não sabia que o Facebook é gratuito, disse a Zuckerberg que “nosso governo pretende estatizar o Facebook e tornar o acesso a ele universal e grátis.”
A declaração gerou certo constrangimento, e um assessor teve que informar a presidente que ninguém paga para acessar a rede.
Noutro momento Dilma declarou que “no nosso governo muitas pessoas mais pobres passaram a acessar o Facebook, graças à nossa política de crédito, que permitiu que vários brasileiros e brasileiras pudessem comprar telefones parcelados em dez vezes sem juros nas casas Bahia e na Ricardo Eletro.”
Zuckerberg se solidarizou com a presidente, que havia lamentado horas antes sobre a invasão do site pudim.com.br pelo Estado Islâmico, e disse que “o brasileiro é muito zuero”.
Num momento mais descontraído, Dilma confessou que ainda está aprendendo a usar o Facebook: “eu era mais acostumada com o Orkut”, disse.
No fim da reunião, Dilma pediu para tirar uma selfie e brincou: “vou postar na minha time line e vai ter muitas curtidas”.

Deixe uma resposta