BRASÍLIA – Após encomendar parecer do ministro da justiça a respeito da alusão à sua imagem na condição de “Bandilma”, a presidente da República anunciou que cogita a possibilidade de proibir bonecos infláveis em todo o território nacional.

O referido parecer de José Eduardo Cardozo, que é advogado e professor do curso de direito, alega que a exposição se enquadra no tipo penal de injúria, sendo passível de processo, “além de ser um desrespeito a alguém que não condenação na esfera criminal e exerce função de suma importância”, declarou o ministro.

O anúncio da medida, que sequer pode ser concretizada, assustou donos de sex-shop, já que, segundo a Associação dos Fabricantes de Bonecas Infláveis, caso Dilma torne tal resolução concreta, irá prejudicar enormemente o setor.

“Isso vai prejudicar a economia”, desabafou um técnico em informática que não quis ser identificado que, no momento em nossa reportagem visitava um sex-shop, comprava uma boneca inflável.

“Vai prejudicar a minha economia, porque se eu não puder ter uma boneca inflável, vou ter que frequentar puteiro e isso vai sair mais caro e, por conseguinte, vai comprometer meu orçamento mensal”, explicou.

Dilma, no entanto, disse que vai levar em consideração as opiniões de todos os setores interessados, alertando que poderá ressalvar que bonecas que tenham buracos poderão ser utilizadas no interior da residência do proprietário sem que isso constitua ilícito penal ou civil.

SHARE
Previous articleApós espetáculo “macaquinhos”, Lei Rouanet patrocinará proctologistas
Next articleComer mulher pode se tornar crime no Brasil. Entenda.
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

Deixe uma resposta