memorial da AL

Exumado a pedido da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, o dedo mindinho da mão esquerda do ex-presidente Lula, outrora recebido com honras de chefe de Estado no Palácio do Planalto, será sepultado no Memorial da América Latina.

“Achamos mais do que justa a homenagem”, declarou o presidente do Instituto Lula.

A cerimônia de sepultamento está marcada para ocorrer no próximo mês e deve reunir autoridades de vários países da América Latina.

Em carta, o presidente venezuelano Nicolás Maduro de disse “muito feliz” com a iniciativa, “pois é um reconhecimento a esta grande figura do continente”.

A presidente Dilma Rousseff, em entrevista coletiva, declarou que “temos que reconhecer e prestar homenagem em vida àqueles que fizeram o bem à nação, pois é um hábito só homenagear depois que morre. Quando morre, não tem mais como saber que o que se fez foi bem avaliado, pois a morte, como disse o poeta, é o fim da vida. Não que eu esteja desejando a morte a ninguém, mas é melhor homenagear quem está vivo.”

Dilma também declarou que “tem gente por aí dizendo que ele é dedo duro, mas não quero entrar nesse debate, pois o dedo que vamos sepultar, que eu queria que estivesse na mão dele, não pode mais apontar pra ninguém.”

SHARE
Previous articleMEC diz que dinheiro do FIES acabou e Edir Macedo quase enfarta
Next articleDilma apresenta quadro gravíssimo de “Panelofobia”, diz médica da Presidente
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

3 COMMENTS

  1. Por incrível que possa parecer a falta do dedo mindinho, esse mesmo que será sepultado, pode ser benéfico para algumas profissões como por exemplo a de batedor de carteiras. É sobejamente reconhecido por especialista que a maior parte das falhas ocorridas no ato de bater a carteira são decorrentes do dedo mindinho enroscar no bolso da vítima. Estatísticas recentes apontam que os batedores de carteiras mais bem sucedido perderam ou amputaram o próprio dedo para facilitar o trabalho.

Deixe uma resposta