CARACAS – Um pronunciamento aparentemente bem humorado do presidente venezuelano, Nicolas Maduro, terminou irritando veganos e defensores dos direitos dos animais em todo o continente.

Em evento comemorativo do aniversário da Revolução Bolivariana, que foi transmitido ao vivo ela TV estatal, Maduro, segurando um gato, declarou que a “revolução serviu também para mudar alguns hábitos do povo venezuelano e quebrar alguns tabus.”

Maduro voltou a criticar os empresários, atribuindo aos mesmos a responsabilidade pela escassez de alimentos no país, e disse que o povo precisa ser “criativo” para driblar a crise de abastecimento.

Vamos mostrar aos imperialistas que apesar de seu boicote, continuaremos firmes na defesa de nossa revolução. Precisamos reinventar nossos hábitos culinários para superar a fome. Como exemplo, vou ensinar uma receita que minha avó costumava fazer: gato refogado.”

Ainda durante a execução da receita, transmitida pela TV, as redes sociais foram tomadas por críticas.

Um internauta chegou a declarar que é um absurdo comer carne. Outro se disse chocado com o “assassinato do gato”.

As chocantes imagens em que o líder venezuelano tempera a carne do animal foram retiradas do YouTube poucas horas depois.

Um fiscal da vigilância sanitária declarou que “cozinhar em locais abertos sem os cuidados necessários para evitar contaminação do alimento é um tanto quanto arriscado.”

Um dos presentes no evento, que chegou a provar da iguaria, mas não quis ser identificado, declarou que “Maduro cozinha até bem, mas faltou um pouco de sal na receita.”

2 COMMENTS

  1. Disse ainda Maduro, que está concluindo um Condon Bleu por correspondencia, e ao final do curso, convocará a imprensa bolivariana para passar a receita de “Ratazana ao molho Bechamel”, com sobremesa de “Cucaracha ao Chantilly” , iguarias muito apreciadas em Paris durante a 2a Guerra Mundial…Os venezuelanos apesar de fartura de opções alimentares, tem que se adaptar à “Nova Cuisine Bolivariana”….

Deixe uma resposta