Com as cada vez mais frequentes quebras de tabus, novos gêneros sexuais têm surgido quase que diariamente, superando o antigo conceito, hoje já ultrapassado, de que gênero era apenas homem, mulher, gay, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais.

Este punhado de definições já há muito se tornou obsoleto, e hoje é comum ver pessoas se autodenomirarem high sexual (que dá a bunda quando fuma maconha), g0y (que dá a bunda, mas não é gay), monossexual (que só faz sexo com a própria mão) entre outros.

A mais nova definição de gênero, descoberta por nossa reportagem na tarde de hoje, são os chamados “trans-gays”.

“Os trans-gays são homens do sexo masculino que nasceram com uma piroca, são gay, mas não dão a bunda e só comem mulheres”,

explica o publicitário Bruno Bacal Baco de Bambi, que é trans-gay assumido há mais de um ano.

“No início minha família não aceitava e sofri muito preconceito, tanto em casa, como na rua”, explica Bruno, que atualmente é ativista em defesa dos direitos dos trans-gays.

“Defendemos direitos iguais para todos. É absurdo que ainda hoje em dia sejamos vítimas de tanta transgayfobia”, lamenta.

Ele explica que os trans-gays são uma minoria em extinção no Brasil.

“O pessoal aqui tá preferindo virar gay mesmo”, declara Bruno, que afirma que só gosta mesmo de comer muler.

“Quando saio com meus amigos que também são trans-gays, sempre gostamos de ir ao puteiro. As vezes, quando a grana tá curta, acontece de comer alguma ex-namorada.”

Ele afirma que jamais pensou em fazer amor com órgão excretor e que o mais próximo que chegou de uma experiência homossexual “foi no dia que comi duas amigas que em certo momento ficaram se pegando enquanto eu me preparava para o segundo round.”

SHARE
Previous articleEstuprador se entrega à polícia após Facebook alterar ícones contra machismo
Next articleEm crise, Grécia vende Acrópole para Igreja Universal
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

71 COMMENTS

  1. O povo viaja muito! É só ler até o final!
    Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser.
    Querem corrigir o texto por conta de concordância e a porra toda. Mas não notaram que ele chama a mulher de muler

  2. Joselito, faz um favor carai: vá nadar no rio São Francisco. Aproveita e entra de cabeça véi! !

  3. Caraio Joselito.. se superando e atacando ais uma vez como vidente.. ahahahha… isso se não for uma realidade…ahahahah excelente cara!!! Continue nos fazendo mais alegres e tornando nosso dia mais divertido!!! TOP!!

  4. A classificação de gênero masculino e feminino não se aplica mais. O LGBT também não comporta mais as opções sexuais existentes e eles próprios se tornaram preconceituosos. É só observar as críticas ao Joselito nos comentários. Na Alemanha, já estão casando com animais, homem com cadela, mulher com cachorro, mulher com cavalo. Também há o poliamor, vários homens e mulheres que se amam e se casam. E a moda agora é o travesti que só pega mulher e se autodenomina de translésbico. Também aos gays que não querem dar a bunda, só comer outros caras e também mulheres.

  5. Fazendo piada com trans…. que morrem todos os dias. Péssimo humor, péssima escolha de tema. Faz chacota com toda a comunidade lgbt.

    • A classificação de gênero masculino e feminino não se aplica mais. O LGBT também não comporta mais as opções sexuais existentes e eles próprios se tornaram preconceituosos. É só observar as críticas ao Joselito nos comentários. Na Alemanha, já estão casando com animais, homem com cadela, mulher com cachorro, mulher com cavalo. Também há o poliamor, vários homens e mulheres que se amam e se casam. E a moda agora é o travesti que só pega mulher e se autodenomina de translésbico. Também há gays que não querem dar a bunda, só comer outros caras e também mulheres.
      Morre todo tipo de gente, temos 70 mil homicídios no Brasil. Inclusive grávidas levam tiro de assaltantes mesmo grávidas e mesmo sem reagir. Acorda moçada, o problema é a impunidade.

    • Começou o mimimi, parem de fazer piadas de portuguese, de loiras, de papagaios e de Joãozinhos, assim todas essas “classes” vao parar de morrer e viver por toda a eternidade.

  6. kkkkk… o melhor são os comentários. Finalmente descobri meu lugar nesse mundo. Sempre gostei de mulher e nunca dei o rabo. Eu era um Transgay e não sabia. kkkkkkkkk

  7. Sabe pessoal voltem se a Deus enquanto é tempo pois Deus os ama mais repudia tal atitude ,essa é aplena vdd ele os ama mais repudia atitudes fora do padrão que ele mesmo criou ….fiquem com Deus … abraço a todos

  8. nunca pensou em fazer sexo com “orgao excretor” , entao nao gosta de comer cuzinho de mulher isso? ok, problema dele, adoro comer um cuzinho com aquela raba bem arrebitada de panicat

  9. Depois de 5 anos descobri que sou trans-gay e quando assumi comecei a sofrer um preconceito absurdo, torço para que essa trans-gayfobia acabe para que possamos viver como gente

  10. A única coisa estranha que eu achei ai foi: “Ele afirma que jamais pensou em fazer amor com órgão excretor”. Se ele se referia a ânus, pagou mico…porque ânus é parte integrante do sistema digestório, o que sai dele não é considerado excreta, apenas restos da digestão. Em compensação, pênis é parte do sistema excretor”. Quer dizer então que ele NUNCA pensou em usar o pênis para fazer amor? Acho que já vi isso num debate na TV! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  11. ótimo, estes trans-gay´s assumidos.
    Acho que eles têm mesmo que sair do armário
    (ou guarda-roupas, se for o caso) e comer a mulherada mesmo e ainda dar um pau nos CORNOS hetero-efeminados assumidos … rsrsrs

  12. Mas q perda de tempo essa matéria. Não é possível q alguém acreditou em uma matéria q tem termos chulos como” comer mulher”, “dar a bunda” e outros. Trans gay é um gay froxo pra não se assumir, com medo de sair do armário. Aff

    • Quem não percebeu que joselito é uma página igual o sensacionalista e veio acreditando que isso era verdade é digno de pena…apesar de que meu gênero (hetero) está entrando em extinção.

  13. Joselito…kkkkkkkk tem gente que acha sério… veja bem, o cara é gay do gay. Ele deveria ser gay (porque agora é ‘normal’ ser gay), mas ele simplesmente transgride a ordem vigente e passa a gostar daquilo que os gays mais odeiam…ppk…kkkkkkkkkkkk

  14. Pior é que os homens hetero vão entrar em extinção, pois as mulheres estão preferindo os transgays aos homens heteros e a homaiada hetero já começou a perceber e está virando gay para depois virar trans…

  15. Trans-gay é aquele cara mala que é amigo seu, e que vc trata “carinhosamente” de viado, boiola, baitolo, gay, etc., porém sendo ele incapaz de dar o “cote-chi”.

    • não da pra entender bem essa matéria,o que eu imaginei ao ler é que eles devem ser homens afeminados,mais o que eu imagino de transgay é que são homens que sentem atração por lésbicas transexuais aquelas que tomam hormônio e ficam com aparência de homem,pq sei que existe mulheres que se transformam em homens mais não curtem ficar com mulheres ,mulheres que se sentem homens mais gostam de homens.

      • Pedro, isso é uma gozação. Vc não reparou, mas esses são os heteros. Só comem mulher, vão pra puteiro e quando a grana está curta comem a ex namorada. Só inventaram um nome diferente para a gozação funcionar.

  16. Não sei se essa matéria é uma brincadeira ou não. Mas de qualquer forma, por favor utilize as terminologias corretas! Não existem “gêneros sexuais”: gênero e sexo são duas coisas diferentes. Peço também que corrijam a frase: “antigo conceito, hoje já ultrapassado, de que gênero era apenas homem, mulher, gay, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais”. Nem todos esses substantivos listados dizem respeito a identidade de gênero. Homem e mulher (ou masculino e feminino) tem a ver com SEXO BIOLÓGICO, definido por atributos físicos com os quais o sujeito nasceu. Gay, lésbica e bissexual são apenas alguns dos nomes dados para definir o diverso espectro da ORIENTAÇÃO SEXUAL E/OU AFETIVA, e não tem nada a ver com o sexo biológico. Transsexual é um termo guarda-chuva que englobam as diferentes IDENTIDADES DE GÊNERO não-binárias, isto é, sujeitos que não se sentem representados por seu sexo biológico, podendo ou não passar por cirurgias transformando aspectos de seu corpo. Já o termo travesti, conversa muito com EXPRESSÃO DE GÊNERO, ou seja, a forma como o sujeito expressa sua identidade de gênero através das roupas, gestos e comportamento (obviamente baseado nos esteriótipos de masculinidade/feminilidade). Portanto, mesmo que isso seja um artigo humorístico, sugiro a utilização mais adequada desses termos para que não colaboremos com a ignorância generalizada sobre o assunto que ajuda a cimentar um senso comum preconceituoso e intolerante.

      • Acredito que a intensão de quem escreveu o artigo não seja preconceituosa, porém pequenos detalhes como essas expressões que o autor utilizou de maneira errada fazem com que estas sejam reproduzidas aos 4 ventos, o que provoca uma eterna insistência no erro.
        Muitas pessoas demonstram preconceito mesmo sem perceber, isso não pode ser uma cultura da sociedade.
        Uma situação parecida são as “brincadeiras ou apelidos” ditos aceitáveis como chamar pessoas de macaco.
        Vamos mudar desde já essas aceitabilidades no erro.

    • acho muito idiota vc achar isso importante… o pessoal não sabe usar artigo nem pra coisas basicas como omelete e alface ou gramas e vc acha que isso denomina preconceito ???

    • Vá lavar uma louça.
      Isso é um site de humor e você tá mais perdido que o povo aí de cima que não entendeu o texto.
      Ninguém vai ler sua aulinha.

    • Ignorância é voce tentar me explicar identidade de gênero e isso ja é humorístico por si mesmo ….. Não há oque se corrigir aqui a matéria é tão humorística quanto ao sério assunto identidade de genero .

    • Daniel, desculpa, mas é muita informação!! Tem que ser muito “entendido” , com o perdão do trocadilho, para guardar tanta informação!!

  17. A transgaycidade ta ai para ficar mas jamais ira superar a gayzacao da sociedade. Eu mesmo sou um transgay assumido mas sempre tive medo de ser tratado com preconceitos pelos demais.

  18. Eu não entendi direito, um trans-gay é uma pessoa do sexo masculino, que é gay, ou homo – e é aí onde eu não entendo- que só se relaciona sexualmente com mulheres. É isso?
    No meu entendimento se um homem só tem contato sexual com mulheres ele é hetero. No entanto, essa relação com mulheres se dar pelo coito anal ou vaginal? Se anal, delas, não os vejo como gays e sim como heteros. Contudo, o sentir-se gay e se afirmarem. Os fazem homos.
    O que me intriga é que alguns heteros podem querer se passarem por trans- gays so pra pegarem mulheres ou ser descolado.

  19. não vejo diferença nenhuma entre transgay e gay. pra mim é a mesma coisa. homofóbico também.

    • Olha o preconceito aqui, produção! Transgayfobia brabo!! Respeite, amigo, a escolha sexualidade de cada um!

  20. A sexualidade e a identidade de gênero estão além dos rótulos. Eu por exemplo tenho um lado feminino muito forte, mas ele é lésbica.

  21. Não sabia, mas sou transgay, faço parte de minoria que teme em ser perseguido pela baitolada ativista. Será que posso assumir a minha condição sexual, ou vou ter que viver no armário (com a empregada) pró resto da vida ?
    Sou nordestino, terra de bode macho ( cabra macho é lésbica) e quero findar meus dias igual um rabo de vaca, em cima de uma perseguida.

Deixe uma resposta