O departamento de segurança do Comitê Olímpico Internacional divulgou informação na manhã de hoje, segundo a qual os atletas que disputarão as provas de ciclismo poderão ser escoltados por seguranças.

A medida, segundo o COI, tem o objetivo de evitar que os atletas sejam vítimas de latrocínios durante as provas.

A decisão do COI desagradou especialistas em segurança, entre os quais o renomado presidente de ONG, Doutor Ulisses Adamascú, para quem “ser escoltado por seguranças armados não vai solucionar o problema dos latrocínios no Brasil. O que resolve isso é acesso à educação e lazer.”

Para ele, “quem for vítima de assalto jamais deve reagir. Então colocar seguranças para supostamente proteger os atletas dos cidadãos que por ventura forem cometer assaltos vai ser uma medida inócua, já que o segurança não poderá reagir”.

O COI declarou que vai avaliar as declarações do especialista em segurança e talvez repense a medida.

Deixe uma resposta