A vida não está fácil para os produtores do longa Aquarius. Depois de estrearem nos cinemas com público médio de 20 pessoas e ficarem foram da disputa pelo Oscar, os diretores do filme estão sendo processados pela Associação Brasileira de Camelôs e pelo Instituto Nacional em Defesa da Pirataria.

Isso porque vários camelôs estão tendo enorme prejuízo ao tentarem vender cópias piratas do filme em suas bancas.

Pra não dizer que não vendi nada, consegui vender um, mas o comprador devolveu dizendo que tinha se enganado pensando que era o filme Aquarius da Sandy e Júnior”, diz Seu Magalhães, que vende filmes piratas desde a década de sessenta.

Eu nunca tinha tido um prejuízo desses”, lamenta.

O filme Aquarius conta a história de alguns artistas de classe média – alguns que nem moram no Brasil, que vão para um festival chique na Europa protestar contra o governo brasileiro.

1 COMMENT

  1. No segundo caderno do jornal o globo de hoje 23/9 colocaram este “filme” como excepcional (pode?)também esses críticos ganham convites de graça dai tem mais que elogiar!

Deixe uma resposta