Após ficar famoso nas redes sociais e despertar a curiosidade de internautas e boêmios de todo o Brasil, o Bar do Araújo voltou a ser assunto nas publicações especializadas em teologia e alcoolismo.

O estabelecimento chamou a atenção por se localizar entre duas igrejas (foto do lado esquerdo), criando dúvidas em várias pessoas sobre a veracidade da imagem, em razão do inusitado da situação.

Após ser alvo de pesquisas por setores arrojados do jornalismo investigativo brasileiro, foi descoberto que o bar, assim como as igrejas, já não se localizavam no local da foto.

A repercussão, no entanto, rendeu a Seu Araújo, dono do bar, o crescimento vertiginoso em seus lucros.

“Chegava a fazer fila na porta do bar e todo mundo queria vir aqui bater foto e pedir autógrafo”, conta Seu Araújo com um sorriso de satisfação no rosto.

“Como o negócio praticamente virou ponto turístico aqui na cidade, tive que ampliar as instalações, mas como o imóvel onde o bar funcionava era pequeno, acabei tendo que me mudar”.

A partir de então, Seu Araújo viu sua clientela diminuir gradualmente. “Tinha muita gente que vinha só por causa das igrejas vizinhas ao bar. Isso é que era a graça”, esclarece o comerciante.

Sem perspectiva de recuperar a clientela de outrora, Seu Araújo teve uma ideia ousada decidiu construir com o dinheiro que conseguiu acumular nos tempos de vacas gordas uma réplica do Templo do Rei Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus.

“Esse meu é ainda maior que o do Edir Macedo”, explica, “porque fiz um puxadinho nos fundos, onde vai ter duas mesas de sinuca e umas máquinas de caça-níquel”.

A construção se encontra e fase de conclusão, e Seu Araújo garante que convidou o próprio Edir Macedo para a inauguração.

“Ainda não sei se ele vem, mas se vier, vou dar umas cachaças e um caldo de peixe de cortesia pra ele”, brincou.

3 COMMENTS

  1. Conheço o Araújo. Ele é super gente fina. Deixava eu tomar caldo de peixe, se eu lavasse umas louças… Sem pensão fica difícil, né?

    • Eu estudei com Araujo, cujo nome completo e’ Wandergleyson araujo Neto. Na escola ele sempre fazia festinha regadas a tubainas, cerveja Mae preta e muito torresmo. um sempre pensava no seu proximo, merce todo suceso, vou prestigiar o novo Templo/Boteco, sou fregues fiel.

Deixe uma resposta