Os estudantes do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal de Lapão Roliço, reunidos em assembleia geral na manhã de hoje, atendendo convocação do Centro Acadêmico do referido curso, aprovaram por unanimidade a proposta de liberar o uso recreativo de maconha durante o recreio das aulas.

A proposta enfrentou certa resistência a princípio, pois alguns eram contrários limitar o uso ao horário do recreio, acabou sendo aprovada consensualmente após argumentação de seus propositores de que “a medida é um avanço, mas não significa que não poderemos avançar mais no futuro.”

Setores mais conservadores criticaram a deliberação, muitos mediante afirmação de que algumas universidades já se confundem com bocas de fumo e a medida pioraria mais essa triste realidade.

Um estudante que esteve presente na assembleia, que não quis revelar o nome, por temer estar sendo procurado pela polícia, rememorou que “num passado não muito distante, a reitoria proibiu o uso de drogas ilícitas no campus, mas a proibição não solucionou o problema do tráfico dentro da universidade. A saída é liberar e proibir polícia no campus. Essa proibição, sim, é interessante”.

SHARE
Previous articlePara combater o patriarcado, PSOL quer proibir dia dos pais
Next articleCesare Battisti lamenta “atentado terrorista” no Instituto Lula
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

2 COMMENTS

  1. Algumas drogas já são totalmente liberadas nos campi, entre as quais os livros da Marilena Chauí, cujo poder de degeneração cerebral é tão letal quanto o chá de aihuasca…

  2. Temos que aproveitar o movimento. Dá mais barato fumar maconha do que ter que pagar o Fies, que é muito caro
    .

Deixe uma resposta