Uma belíssima iniciativa da empresa brasileira OAS comoveu líderes mundiais, que a premiaram com a comenda “Empresa Amiga da Comunidade e Fazedora do Bem Sem Olhar a Quem”, da Organização das Nações Unidas.

O prêmio foi em reconhecimento à iniciativa da empresa em reformar apartamentos e sítios de pessoas carentes, muitas vezes sem autorização dos donos, como foi o recente caso envolvendo o ex-presidente Lula.

“Uma empresa que despende quantias consideráveis de recursos sem lucrar nada com isso pensando unicamente no bem estar dos supostos donos dos imóveis deve servir de exemplo para o mundo todo”, declarou o presidente da ONU Ban Kim-moon.

O ex-presidente Lula elogiou a iniciativa, mas enfatizou não ser dono de triplex no Guarujá.

Deixe uma resposta