Uma profícua discussão travada ao longo dos anos a respeito dos padrões estéticos impostos pela sociedade tem servido para mudar paradigmas, abrindo a cabeça das pessoas para que elas passem a enxergar a beleza de quem é feio.

Fato inesperado e inédito, no entanto, se deu no dia de hoje, quando um grupo composto por várias mulheres bonitas protestaram em praça pública contra os padrões de feiura impostos pela esquerda brasileira.

“Nós sofremos muito preconceito por sermos bonitas. É difícil ser bonita e conseguir empregos que exijam qualidades intelectuais, porque se convencionou dizer que mulher bonita geralmente é burra”, disse uma das organizadoras do protesto.

“O que é feiura, afinal?”, questionou. “Feiura é um padrão imposto pelas convenções sociais e eu, que sou considerada bonita, posso ser considerada feia se assim me autodeclarar”.

Um dos motivos do ato, além o do acima mencionado pela entrevistada, foi um ensaio sensual publicado no site Catraca Livre que exalta a beleza da mulher feia.

SHARE
Previous articleLula quebra silêncio sobre Rose Noronha: “FHC também tinha amante”
Next articleEmpresário abre cotas para feministas em carvoaria, mas nem uma aceita
Joselito Müller é um personagem fictício que retrata as notícias do cotidiano. Numa classificação, seria um super-herói defensor dos… Defensor de nada, Joselito Muller é um personagem fictício que faz paródia de figuras públicas em situações cômicas. Nada é neste site é verdade, mas poderia ser. Além do charme, Joselito Müller é um competente jornalista, pioneiro no jornalismo de ficção brasileiro. Foi eleito três vezes consecutivas como um dos maiores filhos da puta da América Latina, além de ter sido indicado para o Pulitzer de reportagem mais escrota em 2013 e 2014.

1 COMMENT

Deixe uma resposta