PENINTENCIÁRIA DA PAPUDA – A defesa do ex-ministro chefe da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, fez uma manobra no dia de hoje que poderá mudar o rumo dos processos nos quais o dito cujo é réu.

Inspirados pela crescente tendência segundo a qual as pessoas são aquilo que elas se autodeclaram ser, ignorando dados concretos da realidade objetiva – uma vez que são construídos por meras convenções sociais – os advogados de Dirceu o orientaram a preencher um formulário onde o petista se autodeclara menor de idade.

No documento, o ex-ministro diz:

“Sou de menor, porque assim me sinto e contrariar essa afirmação é uma violência simbólica contra minha pessoa.”

O documento recebeu apoio de vários políticos defensores dos direitos dos menores infratores, tais como a deputada petista Maria do Rosário.

“Fiquei muito feliz com a decisão do Dirceu em se tornar de menor, porque assim nós podemos encaminhá-lo para uma programa de ressocialização de menores em conflito com a lei e em breve ele poderá retomar suas atividades no PT”, disse a deputada.

O documento foi protocolado na Justiça Federal do Paraná, onde Dirceu responde processo, e deverá ser apreciado pelo juiz Sergio Moro.

“Estamos confiante que o documento ensejará a soltura de Dirceu, uma vez que o mesmo se autodeclarou menor, ou seja, inimputável, deverá cumprir uma medida sócio-educativa”, explicou o advogado.

3 COMMENTS

  1. Melhor seria se Zé Dirceu se declarasse índio. Neste caso, poderia até praticar estupro sem qualquer risco de prisão.

  2. Parabéns, Joselito suas postagens são maravilhosas por favor não pare re escrever.
    Abraços

Deixe uma resposta